18
dez
2014

Me desculpe, mas não sou o que vc vê!

desafio de peso, Lifestyle, Reflexões

Esse ano foi daqueles super loucos, montanha russa, novos desafios, investimentos, clientes, amigos e muitas conquistas, principalmente em termos de blog, que apesar de todos os desafios, dobrou de audiência e recebeu elogios sinceros de clientes enormes! Eu talvez nunca tenha me sentido tão competente antes desse ano, nunca tenha visto o quanto sou boa em algumas coisas e tampouco tenha estado tão confiante das minhas características positivas, mas é claro que se estou colocando as coisas desta maneira, teremos um porém ao longo do post.

Comecei o ano cumprindo minhas metas. Tirei minhas varizes, cuidei firme da minha pele e, no meio do caminho, também resolvi cuidar da minha espiritualidade com mais afinco. Fiz meus cursos incríveis na Trilha dos Lobos e ouvi cuidadosamente o que a Cláudia (minha tão amada professora) estava trazendo para minha vida. Larguei a pílula, dividi intimidades aqui e aos poucos fui me sentindo mais forte. Sem dúvidas, 2014 foi um ano que aprendi muito.

Como tudo na vida não são flores, 2014 também foi difícil e foi esse fato que me inspirou a escrever sobre o tema que vou falar agora. Em meio a tantos ganhos vieram meus velhos amigos – ou melhor inimigos – quilos a mais. Minha reeducação alimentar e saúde tão felizmente conquistadas no passado deram lugar às não desejadas gordurinhas. Minha briga com a balança já foi protagonista de inúmeros posts, mas talvez nunca de uma forma tão clara.

adc0d57def816316aea882f96da59ab0

O sobrepeso começou a chegar em maio e deu uma boa piorada com o passar dos meses. De outubro em diante, esse ganho de peso me quebrou. Comecei a não caber nos meus looks, e quando me vi obrigada a montar produções que não seriam a minha primeira opção, a peteca começou a cair.

Eu, que já tive depressão, senti que algo estava errado. Parte de mim estava se sentindo fracassada por ter deixando essas “5 Coca Colas de 2 litros” se espalharem por esse corpo e se apertarem nas minhas peças de roupa. Porém, a vida é tão maravilhosa que mesmo no meio dessa confusão interna, eu não me senti feia. Posso ter ficado desanimada em alguns momentos, mas minha auto estima estava em dia com minhas novas habilidades de fazer cabelo, minha maior desenvoltura para me maquiar (e me contornar) e, por fim, mesmo ganhando peso no primeiro semestre eu gostei de muitos dos meus looks, o que para mim também é um processo de estilo pessoal bem importante.

Um dia estava conversando com uma grande amiga e me lamentei pelos quilos adquiridos. Mesmo tendo sido um pouco antes da coisa piorar de vez, ela me disse assim: Amiga, você já esteve mais magra mas nunca esteve tão bonita. Aquilo fez tanto sentido, já que boa parte do meu ano eu me senti assim, brigando com a balança mas vendo a beleza que existe em mim. Nessa hora, eu me lembrei que eu não sou feita de magreza ou de gordura. Eu sou feita de mim, do meu cuidado comigo, e isso tem sua beleza.

89da703d4d3919a34b15062d30845dabNessa hora eu me lembrei da minha mãe, uma das mulheres com a auto estima mais inabalável que eu conheço e que consegue realçar seus pontos fortes de uma forma que seu corpo plus size nunca fez seu borogodó diminuir. Vocês não têm ideia como eu invejei esse conforto que ela tem com seu corpo. Eu desejei imensamente, por várias vezes, sentir o mesmo que ela, mas a verdade é que a minha história é diferente e desde criança eu luto contra a compulsão alimentar e a distorção de imagem. A minha história e a minha luta são outras, eu não preciso ser magra para ser aceita, eu preciso perder peso para ficar em paz com meu corpo, alma e saúde.

Isso quer dizer que eu acho que o mundo todo precisa ser magro? Claro que não, muito pelo contrario, eu desejo que a gente viva num mundo onde todo mundo se aceite, tenha saúde e menos preconceito. Porque podem falar o que quiser, mas o preconceito com o IMC elevado existe, é chato e por muitas vezes cruel.

2240fb4765f1fba0398be5f05389040d

Como eu disse antes, eu não preciso ser aceita. Por mais que eu me depare com a cara feia de alguns, com o veto de alguns possíveis clientes e o desdém de terceiros, não, eu não preciso ser aceita por eles. Eu tenho é pena de quem acha que “aquela pessoa deve ser infeliz porque está acima do peso”, mal sabem os outros é que ela pode ser bem mais feliz por dentro, afinal, tem tanta gente magra infeliz no casamento, tanta menina maravilhosa com crise de pânico, tem tanta coisa absurdamente triste na vida daquelas que parecem perfeitas que eu volto à velha máxima: não julgue um livro pela capa.

As revistas podem não te querer por causa do seu peso, as marcas podem te evitar, os rapazes podem nem ouvir o que você tem a dizer, mas são eles é que estão doentes. Gordura não é doença contagiosa e depois desses últimos meses é isso que eu tenho vontade de dizer para o mundo.

FATSou uma jovem com problemas com a balança, quero perder uns quilinhos por mim, porque eu quero me sentir bem comigo e com as minhas roupas. Eu vestindo 42, 44 ou 46 vou chegar onde tenho que chegar, vou arrasar e vou continuar sendo muito feliz, não serão as pessoas preconceituosas que me farão pensar diferente.

Eu sempre fui improvável em tudo que fiz e sempre me saí vitoriosa, por isso eu quis escrever esse texto. Se amanhã eu estiver de volta ao 40 ou 42, pesando meus estimados 70kg, eu quero ser a mesma pessoa que sentiu pena de quem me julgou inferior por esses 10kg a mais. Graças às leitoras incríveis, o que importa por aqui é quem eu sou, o que eu tenho a dizer e o que eu quero mostrar e nada além disso.

Se você pesa 60Kg ou 120Kg, não importa, o que importa é sermos todos contra uma ditadura da beleza que ataca aqueles que não fazem parte de um padrão imposto por todos os lugares. Uma gordinha não é inferior à uma menina sarada, é apenas uma pessoa com um corpo diferente, nada mais e nada menos do que isso. Então vamos deixar a “gordofobia” de lado e entender que inferioridade é papo para movimentos radicais e aqui ninguém quer fazer parte deles.

O importante é termos corpo, mente e alma felizes e em equilíbrio, o peso ideal para isso vai variar de pessoa para pessoa. Em 2015 eu espero encontrar o meu.

Beijos!

PS: Não cabia muito bem isso no texto, mas não poderia deixar de agradecer à minha nutricionista, que mesmo nos momentos mais difíceis da minha bagunça com a alimentação, se importou comigo. Alguns me perguntam o quanto a Patricia é radical e eu só tenho a dizer que comigo ela é maravilhosa. Eu posso não ter vivido meus aprendizados da vida com ela durante 2014, mas só tenho a dizer que independente do meu peso atual, ela mudou minha vida para melhor. Eu sei qual caminho pegar para reverter esse quadro e isso é graças a ela. De quebra, também quero agradecer a TODOS os patrocinadores do futi. Em 2014, com todos esses meus altos e baixos com a balança, eu não tive um cliente que me evitou – muito pelo contrário, tem uma turma nova de moda vindo conosco em 2015 e por essas pessoas eu agradeço.
18
dez
2014

Dia D beleza e saúde com até 50% de desconto!

Beleza, Publieditorial

Quer melhor época do ano para se cuidar do que esse período de recesso entre o Natal e o Ano Novo? É nesse momento festivo e mais tranquilo no trabalho que a gente consegue tempo para se maquiar com menos pressa, fazer o cabelo com mais paciência e tirar algumas horas para um verdadeiro ritual de beleza. E quem não quer estar linda em todas as confraternizações que aparecem nessa época, né?

Para quem está a fim de começar os preparativos, o Walmart.com está com uma ação especial totalmente voltada para quem quer se cuidar mais e pagar menos por isso. O “Dia D Beleza e Saúde” conta com uma lista especial de saúde, beleza e cuidados pessoais com preços de até 50% off!

Selecionamos alguns que achamos que vale a pena conferir melhor!

beleza-saude-walmartcomEspelho | kit Gillette | Escovas para tratar e modelar | esteira para relaxar

Começando com o secador de cabelo Multi Dryer. Ele tem um cabo giratório e vem com 7 acessórios removíveis que permitem você fazer praticamente de tudo com seu cabelo! Confessamos que ficamos bem curiosas com essa versatilidade toda!

Ainda no mundo dos cabelos, separamos a escova Soniclear ultrassônica, que nunca testamos, mas já ouvimos elogios. Pelo nome, mais parece um objeto vindo de um filme futurista, e ela parece mesmo vir de um universo distante! Rs Ela foi desenvolvida para facilitar a aplicação de queratina, ou seja, você vai tratando o cabelo enquanto escova.

Indo para a maquiagem, escolhemos um item que parece básico mas é fundamental: o espelho de aumento (conhecido pela gente como espelho da verdade ehehe) Depois que você passa a usá-lo, não consegue mais realizar certas ações sem ele. Quem gosta de fazer as sobrancelhas em casa, ele é um aliado e tanto!

Já que ainda estamos falando de cuidados pessoais, achamos que valia falar sobre o kit da Gillette, com um aparelho Vênus, duas laminas e um gel para facilitar a depilação feito para peles sensíveis.

Por ultimo, mas não menos importante, o item que virou nossa menina dos olhos: a esteira massageadora! Falamos de uma outra versão dela no post da Black Friday e continuamos batendo na mesma tecla. São 3 ajustes de intensidade, 3 regiões de massagem, aquecimento relaxante além da possibilidade de fazer isso tudo ouvindo suas músicas preferidas, já que tem entrada para mp3 player! Já nos imaginamos no meio de um parque, pegando sol e ouvindo música enquanto fazemos massagem, imaginem que delicia??

publipost

17
dez
2014

Férias: look de perna para o ar!

Looks, Moda, Publieditorial

Como vocês estão sabendo, nós realmente incorporamos o manifesto da Hering. Com o pensamento que as roupas não vivem sem a gente, cada vez mais nos convencemos que precisamos viver profundamente e escolher peças especiais que nos acompanhem. O contrário também vale, podemos escolher roupas lindas e definir situações para vivermos com elas.

E quer melhor momento para fazer essas escolhas do que férias?  É nessa época de descanso que a gente fica mais feliz, relaxada e com vontade de registrar os momentos para a posteridade, por isso, é claro que escolher peças que combinem com essa vibração faz todo o sentido! A verdade é que as vezes a gente vai sobrevivendo dia após dia e nada mais revigorante do que aproveitar esses momentos de descanso para viver cada minuto em sua plenitude, não acham?

Hoje nós vamos falar de looks que sejam confortáveis e estilosos para quem vai encarar as férias de verão. Uns dias na praia, em um resort ou então apenas curtindo a cidade com os amigos. O alto verão da Hering e sua coleção de férias super ajudam nesse momento de viver plenamente os dias de descanso.

Quer ver o que escolhemos para mostrar para vocês?

ferias1 ferias2 ferias3Look todo Hering| sapato Peach| bolsa do Floating Market da Tailândia

Para mim, férias = verão = look todo branco. Adoro! Acho adequado às temperaturas quentes, fresco, sem contar que é uma cor que eu sempre penso que me destaca mais do que as outras. Acessórios coloridos, uma sandália legal e me sinto pronta para curtir um passeio ou um bar com os amigos no meio do dia!

Look-da-Jô-detalhe-2 Look-da-Jô-detalhe-0 Look-da-Jô-1Look todo Hering | óculos Lema 21 | sapato Santa Lolla | bolsa Arezzo

Eu optei por dar uma volta no Rio com o look mais confortável e fácil de montar que eu poderia querer. Uma camiseta de malha fresca e molinha com um short estampado soltinho para deixar tudo mais interessante. Adoro essa combinação com colete jeans!

Deu para ver que a gente optou por uma pegada bem confortável para mostrar a coleção de férias para vocês, né? Não vamos negar que adoramos brincar com peças tão básicas, práticas e adequadas para a temporada.

publipost

Página 1 de 85312345...102030...Última »