Você está navegando na categoria: "Viagem"

6
jun
2014

Trip Tips: Gastronomia & Hotel em Curitiba, Paraná.

Brasil, Gastronomia, Viagem

Como todo mundo aqui já está cansada(o) de saber, semana passada fiz minha primeira viagem à Curitiba, para conhecer a fábrica d’O Boticário (tem post aqui), fazer workshop de perfume, bater papo sobre as linhas de make e muito mais. Nesse muito mais, podemos incluir almoços e jantares em restaurantes deliciosos.

Vin Bistro

Começamos com o almoço de #vinoterapia, evento para lançar a linha nova de Nativa SPA, e que aconteceu em um restaurante delicioso, o “Vin Bistro“. O Boticário selecionou um menu especial, então, nós provamos o couvert (que era desses maravilhosos, com pastinhas muito gostosas), comemos uma salada muito boa, de folhas variadas, brie assado e uvas (ao invés de peras, que é do menu normal).

De prato principal, eu escolhi uma pescada fresca com risoto de amêndoas e uvas thompson frescas que estava divina e, por fim, a sobremesa foi uma cheese cake muito boa. As misturas de sabores desse restaurante estavam justamente como eu gosto, o dia que eu voltar à Curitiba, com certeza vou querer voltar lá.

prato-3

prato-2

minha pescada & a sobremesa do Vin Bistro

Barolo Trattoria

A segunda noite que tivemos foi livre! Queríamos um lugar gostoso para comer uma boa massa e tomar um bom vinho e minha prima, que morou uns anos em Curitiba, nos indicou o Barolo. A dica dela foi perfeita para o que estávamos procurando!

Nós dividimos alguns pratos e escolhemos o mais famoso, conchiglia di gamberi (concha de camarão) e o surpreendente ravioli de maçã com molho gorgonzola  (que foi nosso favorito, mesmo o outro estando uma delicia). O vinho que a Cony escolheu foi sensacional e no instagram, muita gente disse que amava o restaurante!

barolo

Cuore di Cacao

No terceiro dia, passamos a manhã em uma chocolateria maravilhosa! Vale muito à pena adquirir as calorias do chocolate quente que eles servem, assim como vale provar os chocolatinhos. Aliás, eles fazem todo tipo de coisa com chocolate, vale conhecer.

A lojinha é tentadora, acho uma boa forma de levar presentinhos do Sul. :)

cuore-di-cacao

Vindouro Bistrô

Por fim, o restaurante do jantar de encerramento. Eu gostei muito, achei sofisticado, saboroso e bonito, a apresentação dos pratos é linda, uma boa opção para um jantar romântico.

prato-1 sobremesa-1

O prato que eu escolhi & a sobremesa do Vindouro

Eu adorei os 4 lugares em que fomos, no entanto, se eu tivesse pouco tempo na cidade, ficaria dividida em repetir um dos dois primeiros ou conhecer outros famosos de Curitiba. Lá existem muitas casas de carne, fondue e outras especialidades que a gente ama curtir no frio…

Na próxima, virei com mais dicas de turismo de lá! Como estávamos completamente imersas no mundo do Boti, só nos restou um “trip tips de comida”! rs

Ah! Quase esqueci, super indico o hotel em que ficamos, o O Slaviero Conceptual Full Jazz. Todo temático de jazz, quartos com muito espaço, ótimo café da manhã e atendimento maravilhoso. O hotel fica no Batel, bairro onde ficam 90% dos restaurantes legais da cidade. Ficamos lá à convite de O Boticário, mas eu repetiria a dose.

quarto

Essas são minhas poucas – mas boas! – dicas de Curitiba, quem quiser complementar com mais sugestões de lugares e restaurantes legais por lá, pode comentar!

Beijos

Jô 

 

30
mai
2014

Trip tips: hotel Maison Moschino em Milão

Europa, Viagem

Nossa amiga Carina, produtora de TV e blogueira, foi passar uns dias na Itália e nós babamos nas fotos dela. Ela está contando tudo no Sweet Little Tips, mas não aguentamos e pedimos para ela participar do Trip Tips, com um assunto que fez a gente pirar em cada foto postada: o hotel incrível da Moschino que ela se hospedou em Milão.

Vamos passar a bola para ela? 

A Ca e Jo me convidaram para compartilhar com os leitores do (F)uti minha experiência no hotel boutique Maison Moschino em Milão. Sou apaixonada pela Itália e há quatro anos seguidos vou para lá em busca de cultura, boa comida, tendências de moda, aprimorar o idioma e, claro, reencontrar meus amigos gringos que colecionei após 3 intercâmbios.

Já estive em Milão algumas vezes, mas sinceramente eu ainda não havia aproveitado tanto quanto ela merece! Na verdade, se compará-la com outras cidades italianas, ela é um pouco menosprezada não só pelos turistas, mas também pelos próprios italianos, pois muitos dizem que não é tão bonita, que os milaneses são mais fechados e não há muito o que visitar além da belíssima catedral Duomo, a Galleria Vittorio Emanuele II e as luxuosas ruas que formam o Quadrilátero da Moda.

Ok, quem já foi lá e conheceu apenas os lugares que citei, aconselho dar mais uma chance! Milão vai muito além disso, sim! É como se fosse São Paulo em menores proporções. É uma cidade onde o business acontece, é cosmopolita, moderna, é referência em moda, design, arquitetura e é lá que acontecem feiras renomadas de tendências de mercado. Enfim, vale dar a chance de colocá-la como um destino e não apenas como uma passagem durante uma viagem.

Fiz esta introdução para chegar até o hotel que escolhi, pois foi justamente pensando em enxergar uma Milão fora do roteiro típico dos turistas que me levou até o Moschino. Ele fica na região jovem e promissora da Corso Como e Porta Nuova. Na verdade, eu soube há uns 2 anos que a grife havia inaugurado um hotel no prédio em que ocupou uma estação ferroviária. A construção neoclássica de 1840 é imponente e bem conservada, mais linda ainda era a proposta da decoração totalmente lúdica, irreverente e fashionista dos ambientes. Diferente da Armani e Bulgari, que possuem hotéis 5 estrelas próximas do centro, a Maison é uma opção de 4 estrelas que faz jus à categoria - e uma ótima alternativa para quem procura um hotel atual em vários sentidos, porque vamos combinar que isso é uma raridade na Itália, já que boa parte das hospedagens são antigas e sem mordomias!

hotel-maison-moschino

Pesquisei muito antes de fazer as reservas no Booking.com. Procurei notinhas em sites e opiniões de hóspedes no TripAdvisor que confirmaram que minha escolha estava certa por tudo o que eu desejava. Já digo logo que lá não é um hotel familiar ou bacana de se dividir quarto. É um hotel que atende melhor solteiros e casais. Se a ideia é dividir com uma amiga, que ela seja bem íntima e não tenha tantas coisas, pois os quartos não são tão espaçosos e há poucas prateleiras e divisórias.

Ainda assim, o que realmente atrai são os quartos. As 65 suítes distribuídas em 4 andares possuem decorações diferentes incluindo temas inspirados em Alice no País das MaravilhasChapeuzinho Vermelho etc. Não dá para escolher antecipadamente qual quarto será o seu, mas no site oficial é possível ter uma prévia das possibilidades de decorações dependendo da categoria reservada. Eu escolhi o quarto Classic com cama de casal e café incluso que saiu em torno de € 170/diária. Para a minha surpresa, ao chegar lá fui presenteada (não me pergunte como!) com um quarto numa categoria acima: um Deluxe, no 1º andar (quarto 106), com vista para a rua principal, banheiro espaçoso, poltronas, mimos e a melhor coisa: meu quarto era um Sleeping in a Ballgown, aquele em que a cabeceira é um vestidão no cabide, tipo, a decoração mais desejada pelas mulheres que se hospedam lá!

hotel-moschino

detalhes-moschino

Achei o quarto bem iluminado e amplo, mas dizem que os da categoria Classic são pequenos, o banheiro idem e há janelas apenas no teto (para abrir somente com controle remoto!). Eu fui sabendo de tudo isso, mas como fiquei num quarto superior realmente não posso reclamar!

moschino-2

No subsolo do prédio há uma academia com aparelhos novíssimos e um spa. Dá para aproveitar a academia, a hidromassagem, a sauna e o banho turco sem custo adicional. No térreo, fica a recepção com abajures em formatos de vestidos, bolsas, sapatos, ovelhas e nuvens que estão à venda. Há também uma sala de reunião charmosa com almofadas gigantes em forma de doces e é no mesmo piso que fica um bar e o restaurante Clandestino, onde é servido o café da manhã e, mais uma vez, a moda está presente. As cadeiras são revestidas por vestidos e blazers que fazem toda a diferença, as flores nas mesas e os quadros repletos de botões completam cada detalhe. O buffet é bem completo, há opções fartas de frios, pães, sanduíches, tortas, bolos, frutas frescas, bebidas e cafés  feitos na hora pelo staff do hotel, que é jovem e simpático.

MaisonMoschino_sweetlittletips MaisonMoschino_sweetlittletips2 hotel-moshcino-2

Realmente eu adorei a experiência e quem tiver a oportunidade, recomendo se hospedar ao menos duas noites para usufruir dos serviços oferecidos. É claro que como todo lugar há prós e contras. Eu acredito que não há muito o que reclamar, mas quem se interessar em saber mais um pouco da minha estadia, convido a lerem o post que fiz no meu blog, aqui!

Um beijo,

Carina Costa

Vale a pena conhecer o Sweet Little Tips e seguir a Cacá no insta ( @carina_slt)
23
mai
2014

Trip tips: hotel Sombra e Água Fresca & nossas experiências em Pipa – RN

Brasil, Patrocinador, Trip tips, Viagem

Vocês que acompanham o blog no instagram (@futilidades), sabem que eu passei uma semana no Rio Grande do Norte e escolhi Natal e Pipa como destinos. Eu já contei aqui sobre o hotel de Natal e sobre Pipa eu só falei do hotel onde fomos jantar, o Toca da Coruja, um lugar muito especial.

Hoje resolvi contar sobre o hotel onde eu fiquei em Pipa, o famoso “Sombra e Água Fresca“. O famoso eu atribuo aos seus hóspedes estrelados, que vão de Grazi à Leonardo Di Caprio (que já ficou hospedado lá duas vezes, infelizmente não quando eu estava lá. hehe). A internet não me deixa mentir, ele parece ser o hotel número 1 de todos os sites, ou pelo menos quase todos.

A leitora (e amiga) Lyanna, do Noiva de Evasê, me mandou o link e na mesma hora eu soube que eu queria ficar hospedada lá.

A expectativa era alta, os elogios de todos eram enormes, os sites e as fotos…Mas nada me preparou para o que eu encontrei quando cheguei. Acreditem se quiser, a minha experiência foi ainda melhor do que tudo! Logo que fomos para o SPA nadar e esperar nossas massagens, eu já sabia que estava vivendo alguns minutos de deslumbramentos (quando isso acontece eu costumo ligar para minha mãe e dizer que ela PRECISA conhecer “tal” lugar).

quarto-1

quarto-2

meu quarto & seu jardim interno

Nossos quartos tinham vista para um jardim particular, com piscina, sauna, e nos quartos, ainda contamos com uma banheira de hidromassagem. O tamanho dos quartos eram sensacionais, nós ficamos nas suítes 10 e 11.

Se o quarto simples já era tudo isso, imaginem os chalés que ficam entre as muitas piscinas do SPA (que fica a alguns metros da entrada principal do hotel e, para ele, nós íamos de carrinho de golfe)? A verdade é que o hotel tem 3 estruturas: o hotel, o resort em frente, com mais quartos e piscinas lindas, e o SPA, que conta com nossa piscina favorita. Todas têm bares e uma estrutura super confortável.

spa hotel

nos-duas

Os biquínis & a saída de praia são da Gatabakana.
Fotos do SPA e suas piscinas. 

No primeiro dia após as massagens e o banho de piscina, fomos jantar na rua principal. Comemos numa pizzaria muito boa e barata chamada “Dall Italiano“. O restaurante “Tapas(nossa opção número 1) estava fechado e foi uma boa forma de recompensar.

Voltando ao hotel, só conhecemos a piscina com a vista mais bonita no dia seguinte, no café da manhã. A piscina do hotel fica super no alto (também acessada pelo carrinho ou subindo uma ladeira a pé), a vista é para o mar e o café é dos deuses, nossa segunda piscina favorita com certeza.

piscina piscina-2

look-gatabakana

 óculos Lema 21 | camiseta Uniqlo | short Gatabakana

O café é desses que você só belisca na hora do almoço, com tapiocas, frutas e bolos de todos os tipos. Não é um café para você tomar correndo! Nós curtimos um pouco de tudo e depois resolvemos pegar o carro, ir para a Praia do Centro fazer um passeio de lancha para ver os golfinhos. Escolhemos a empresa Aventureiro que o hotel indicou, deu tudo certo e foi lindo, uma experiência especial, eles nadam muito perto da gente! O passeio de lancha custa R$35 por pessoa, dura uma hora e pouco (tempo de ver os golfinhos e nadar 20 minutos).  Foi maravilhoso, mas fiquei com vontade de fazer “a rica” e alugar uma lancha para passar o dia inteiro nadando nas praias.

Após esse passeio não fomos nem para a Praia do Madeiro e nem para a Praia do Amor (programas que todo mundo nos indicou). Em compensação, ficamos na piscina do hotel beliscando frutos do mar, tomando drinks e esperando o pôr do sol. Foi mesmo uma tarde deliciosa, tirando muitas fotos e jogando conversa fora.

piscina visual

Uma delícia com cenário perfeito. Nessa noite voltamos ao centro e jantamos na Toca da Coruja, como contei aqui.

No outro dia aproveitamos para tomar outro café especial e partimos para a Praia do Amor, que é linda!

praia-do-amor

praia-do-amor

gatabakana

Look Gatabakana (tricô & short) pós piscina no caminho da Praia do Amor. 

Para fechar, antes de deixar Pipa, fomos almoçar no Crepe do Hotel Marinas, o tal do crepe flutuante que o pessoal do insta indicou, nós AMAMOS.

creperia

crepe

Creperia flutuante Marinas (sabor: Por do Sol, maravilhoso)

O que eu tenho a dizer é: não fiquem apenas dois dias (não se ficarem num hotel que merece ser aproveitado 100%). A meu ver, 3 ou 4 dias teria sido o ideal para a cidade. Ainda mais se levarmos em conta que o passeio da Ponta do Pirambú Day Use pode ser feito de Pipa, e não de Natal (fica mais perto de lá, mas eu fui de Natal de carona com a Ly e o Diogo). Falarei sobre ele depois, mas não acho que dê para perder uma tarde de relaxamento lá.

Por fim, fomos ver a Praia do Madeiro do mirante. Maravilhosa! Mas todo mundo disse que vale muito a pena descer e curtir a tarde em uma das barracas. A Baía dos Golfinhos parece ser a mais paradisíaca das praias, mas para curtir o dia na areia é preciso estudar as marés. Nós não conseguimos ir dessa forma, mas nadamos no mar de lá (com todo o visual) no passeio de lancha.

praia-do-madeiro

 Praia do Madeiro 

Espero que vocês tenham se animado para conhecer Pipa, a cidade é um balneário rústico de praia que vale muito a pena visitar. Ela fica a menos de uma hora e meia de Natal, mais ou menos uma hora do aeroporto. Quem, como eu, ama Jericoacora ou Itacaré, pode ir para Pipa de olhos fechados, não tem erro.

O hotel “Sombra e Água Fresca” é mesmo uma alternativa muito legal para quem quer aproveitar Pipa ao máximo. A Toca da Coruja é tão apaixonante quanto, como mostrei nesse post. A verdade é que os dois são incríveis cada um a sua maneira, talvez o Sombra tenha mais estrutura (em termos de quantidade, não qualidade) mas no Toca, ganha no atendimento (que é o ponto mais fraco do Sombra. O front desk deixou muito a desejar). Dependendo da ocasião e da pessoa, eu escolheria qual indicar. 

Eu ficaria em ambos sem nem questionar e indicaria ambos de OLHOS FECHADOS à vocês, aos meus pais ou à minha melhor amiga.

A verdade é que eu devo voltar à Pipa logo, logo para ver tudo que faltou, ficar na Toca, comer nos lugares onde não comi e descansar. Eu estou OFICIALMENTE apaixonada pelo destino, que mistura o rústico do lugar com o luxo dos hotéis em questão de uma forma muito diferente.

ane-e-eu-

Eu e minha grande amiga Ane, do blog Eu Maquio!

Sem falar que eu tenho dois casais de amigos muito especiais para voltar a ver no Rio Grande do Norte! Vocês foram maravilhosas Ane e Ly, os meninos também, sem vocês nossa viagem não teria sido tão perfeita!

Beijos

gatabakanaempipa

Obrigada a Ane ( Eu Maquio ) pela companhia sensacional, pelas caronas todo amor e atenção. Obrigada também a Gatabakana, que acreditou nessa nossa aventura e patrocinou essa experiência.
Página 3 de 5312345...102030...Última »