Você está navegando na categoria: "Viagem"

18
jul
2014

Trip tips: como eu organizo minhas viagens

Trip tips, Viagem

Para mim, tão bom quanto viajar, só planejar a viagem! Todo ano organizo minhas férias mais ou menos do mesmo jeito e é sempre uma etapa que eu amo participar ativamente!

memórias de uma viagem a paris

Alguns recortes, memórias e diários de viagens que fiz de Paris. Gosto do exercício de anotar os principais detalhes para não deixar a cabeça esquecer de cada experiência separadamente. Paris pode até continuar a mesma, no entanto, a cada visita minha, eu era uma pessoa diferente!

Eu amo viajar e esse é um exercício que eu faço desde pequena, mas minha vida mudou quando eu fui para Nova York no ano 2000. De lá para cá, eu venho planejando as mais diferentes viagens e de 2007 em diante comecei a encará-las sozinha, sem mãe ou qualquer outro familiar. Aliás, foi em 2007 que eu passei praticamente o ano inteiro planejando como seriam meus 2 meses na Europa em 2008. Foi ali, naquela experiência, que aprendi tudo que eu precisei saber até hoje sobre planejar uma viagem.

por do sol em praga

Praga em um dos fins de tardes mais agradáveis do meu mochilão.

Como eu não estava acostumada com a ideia de viajar de mochila, estudei e planejei (com as amigas que me acompanharam) albergues, passagens, hotéis, trens, ônibus e tudo mais que precisamos para viver aquela aventura. Lemos muitas resenhas, fóruns e críticas até escolher cada detalhe. Já contei um pouco como faço para lidar com os sites de passagem e de hospedagem aqui no blog, mas não é aí que minha viagem começa.

Um planejamento de viagem se inicia quando os passageiros definem o destino, o que não é uma tarefa fácil. Em geral, eu defino o local de acordo com a época do ano. Se eu só puder viajar em maio ou outubro, prefiro apostar em cidades mais urbanas do Hemisfério Norte. Agora, se os dias livres forem entre julho e setembro, eu fico entre os destinos de praia da Europa ou os hot spots de inverno da América do Sul. Quem quer viajar pelo Brasil encontra menos problemas, o clima é bom quase o ano todo, só vale ficar de olho para não pegar épocas de chuvas no destino escolhido.

Tem momentos em que passar frio tem sua graça! | Com minhas amigas em Viena, fevereiro de 2008.

Tem momentos em que passar frio tem sua graça! | Com as amigas em Viena, fevereiro de 2008.

NYC pier 17

“NYC congelante” como as pessoas costumam dizer. | Com a Carol em Janeiro de 2009

Quando defino a época logo descarto para onde não é legal de ir durante a estação, assim fica mais fácil… Ai é só consultar o orçamento, a lista dos destinos dos sonhos e pronto, achar o ponto de encontro dessas duas informações.

Para definir o orçamento de uma viagem eu calculo: preço da passagem por pessoa + preço do hotel por pessoa + preço por dia por pessoa + (opcional) orçamento de compras. Tudo isso junto me ajuda a definir se eu conseguirei ou não ir para o destino escolhido. Sempre levei em conta quanto do meu salário eu juntaria até a data (sempre deu certo), mas agora como autônoma, não estou achando fácil fazer esse cálculo, mas isso é assunto para outro post!

Definido o destino eu começo a pesquisar as datas e preços das passagens, como contei aqui. Normalmente compro com 5 ou 6 meses de antecedência. Durante a pesquisa de voos, eu começo a espiar os hotéis para ver a média de preços e entender se a “conta fecha”. Fechando, está tudo certo!

cadernos de viagem

meus caderninhos de viagens, cada um pertence à um destino, a uma viagem específica.

Passagem comprada, eu começo a real pesquisa detalhada pelo hotel. Vejo blogs, ligo para as amigas que foram e leio tudo que é possível e imaginário sobre os 3 mais fortes candidatos. Já acertei muito e errei apenas uma vez, então sempre recomendo tentar de tudo para garantir que o hotel escolhido atenderá as suas expectativas. Também contei um pouco dos sites que uso para pesquisar e reservar aqui.

Esses são os passos mais importantes, nos quais os preços sobem muito, de um dia para o outro. A partir dessas definições, acredito que a pesquisa entra na zona de conforto (com menos adrenalina) e aos poucos os demais detalhes podem ir sendo definidos.

Claro que existem vários tipos de viajantes: aqueles que vão sem pesquisar e vão fazendo o que der na telha, os que planejam o máximo de coisas possíveis, e ainda tem aqueles que ficam entre um e outro: que vão com a pesquisa super bem feita, mas com espaço para mudar de ideia ou conhecer algo que não estava no plano.

Eu acho que já fiz todas as opções acima e, sem dúvida, a que mais me frustrou foi o “viajante sem pesquisa, totalmente perdido”. Fiz isso em Londres com o namorado no ano passado e nos divertimos muito, mas no fim não consegui mostrar 1/3 do que eu queria para ele. Foi bom? Claro! Mas confesso que gosto mais quando pesquiso muito e planejo bastante!

Se a viagem é de praia, eu coloco menos coisas na lista de programas. Deixo para perguntar “as boas” da temporada no hotel e relaxo mais. Se a viagem é de inverno ou mesmo outono, eu já faço listas com muitas opções de programações. Em qualquer um dos casos eu levo muitas opções de restaurantes (eu e o Gu amamos sair para comer, é um dos nossos programas favoritos)

Sempre consulto todas as minhas amigas, todos os blogs que gosto e em 80% dos casos, compro um livro (tipo lonely planet, para garantir). Nessa hora eu garanto que estamos sabendo o que temos de opções e elejo as nossas prioridades. Também adoro fazer pesquisa no Instagram, em perfis de pessoas que eu curto acompanhar o “estilo de vida”.

{ nota da blogueira: Cada grupo de pessoas tem suas prioridades, meu conselho é: alinhe expectativas com quem vai com você e escolha bem seus amigos. Eu já fiz muitos (bons) amigos viajando,  mas já passei um perrengue tragicômico por fazer uma viagem com alguém que eu não conhecia bem}

Também separo um caderninho onde coloco os dados da viagem: seguro saúde, dados do voo, localizador, passaporte e infos do hotel. Depois de tudo isso anotado, eu começo as minhas listas:

Alimentação:
– Restaurantes maravilhosos ou badalados para jantar (nesse caso, sugiro melhor reservar com antecedência, de preferência já do Brasil!)
– Restaurantes legais para almoçar
– Opções boas, baratas e menos turísticas para ver se estarei por perto
– “fast foods” imperdíveis (tento fazer essa lista sempre curta)

Lugares para ir: Pontos turísticos ou qualquer outra coisa “tem que ir para dizer que esteve no lugar”, ruas que quero visitar, lojas, etc. Assim consigo definir passeios de acordo com a vizinhança. Acho que sempre é bom ver as exposições temporárias na cidade em questão, assim como temporadas de ópera, shows ou esportes, essas coisas que se você estiver no lugar certo, na hora certa, super compensa (também têm que ser comprados/reservados com antecedência).

{ nota da blogueira: Para mim, “todo esse esquema” dá muito certo para as primeiras vezes num lugar. Depois que você já conheço bem a cidade, relaxo mais!  Por exemplo, em Paris, costumo repetir muitas programações clichês, mas misturo com algumas novidades. Muita gente me pergunta o motivo de inovar pouco e a resposta é: eu não consigo. Nesse caso só listo as novidades e o que eu sei que não posso perder, o resto deixo para decidir lá.

Na outra ponta do caderno vai minha lista de compras e/ou encomendas que não podem ficar para trás!

joana cannabrava em paris

Place des Vosges + Marais, um dos programas que eu não canso de repetir | Paris, julho de 2012

Ok, se você leu esse post até aqui, deve estar me achando uma viajante chata, mas eu juro que não sou. Mas prefiro ter sempre todas as opções na manga e escolher não fazer nada a querer fazer algo e não saber por onde começar!

Mas confesso que a partir dessa linha, eu acho que rola um certo exagero – e olha que eu nem sou virginiana!

Estou falando da minha base de looks, que eu faço para evitar levar coisa demais (nem sempre eu consigo, depois que virei blogueira piorou bem). E agora vem o pior de tudo – mas que me ajuda muito: eu anoto absolutamente tudo que eu vou levar. Looks e suas analises combinatórias, remédios, maquiagens, produtos de beleza e sapatos.

Minha política é ir com uma mala grande e levar também uma mala saco (que vai dobrada dentro da mala maior) para roupa suja ou eventuais excessos de bagagem e pronto, tudo certo para o check in. E sim, eu sou dessas que embala a mala no plástico (quem não conhece o caso da viagem de Vegas pode não entender o motivo de tanto cuidado, mas desde esse dia, sempre faço isso).

Chegando no destino, eu procuro um bom concierge no hotel e faço as reservas que faltam e busco saber tudo sobre o transporte público do local. Eu sou entusiasta do ônibus em lugares como Londres e Paris, no mais, fico no eixo metrô-taxi e normalmente dá certo. Quando eu fico em apartamento alugado eu busco essas informações com quem me entrega as chaves.

Outra dica de viagem que costuma me ajudar bastante é perguntar os pratos de maior sucesso nos restaurantes, mas não posso negar que o Foursquare nos ajuda bem nessa parte!

Não sei como tem gente que não curte pesquisar o que vai fazer na viagem, eu sou completamente apaixonada por isso. Sim, eu sei que deu pra ver.  Como eu falei, não existem regras. Acho bom ter um planejamento mas acho fundamental seguir os instintos e o fluxo natural da viagem.

passeio em mykonos joana cannabrava

Um registro da viagem de Mykonos, uma das melhores viagens da vida. | Junho de 2013

Por exemplo, ano passado na Grécia, seguimos duas dicas da Ca em Mykonos (hotel + restaurante), no mais mudamos todo o planejamento da lista na hora. Já em Santorini, fizemos tudo que estava escrito. Seguimos o coração nos dois casos e tudo deu certo.

Viajar é seguir suas emoções, instintos, abrir a cabeça e ver o mundo com outros olhos, é bom viver a experiência por inteiro!

giverny

Ah! Viajar também é realizar sonhos, como quando fui visitar a casa de Monet em Giverny | Julho 2012

Espero que o post tenha sido menos aleatório do que ele pareceu pra mim. ;)

Beijos

Obs: Quis misturar alguns momentos de diferentes viagens com vocês, definitivamente teriam muitas outras que mereceriam estar aqui. Quase todas (se não todas) viraram post de alguma forma e é uma delícia poder registrar tudo para compartilhar com vocês e, por outro lado, ter guardado para a posteridade. 
11
jul
2014

Trip tips: mais um de Fortaleza

Brasil, Viagem

Quem acompanha o futi há alguns anos sabe que eu não perco a oportunidade de ir para o Ceará. Em 2008, conheci a Bárbara e a Izabel durante meu mochilão na Europa e, desde então, eu e a Aline (amiga carioca que me apresentou as duas) fazemos tudo que podemos para estar com elas pelo menos uma vez no ano.

praia do porto das dunas ceara

tirando foto no porto das dunas

Quando vou para o Ceará, costumo ficar de uma semana a dez dias e minha viagem de 2013 rendeu um post sobre os restaurantes que eu mais amo na cidade. Em 2011 rolou um trip tips mais geral e agora notei que muita coisa já mudou pra mim, como por exemplo, minha sorveteria favorita era a 50 sabores e hoje em dia é a Empório Dayse Mota (mas também adoro a San Paolo).

Meu restaurante favorito continua sendo o Coco Bambu e meus pratos prediletos continuam os mesmos: entrada de polvo, camarão internacional, peixe crocante e os drinks! Qualquer caipi-insira-aqui-sua-fruta-preferida de lá é maravilhosa!

Esse ano eu passei o Carnaval por lá e tentei ensaiar meu primeiro vlog. Não deu muito certo, não, mas no fim acho que consegui juntar algumas dicas para quem pretende visitar o Ceará!

Os lugares citados no vídeo foram:

Beach Park: sempre vou almoçar lá e curtir uma praia quando estou nos arredores de Aquiraz. Pra mim é o melhor caranguejo que já comi.

Aquaville: condomínio onde minha amiga tem apartamento e onde nós ficamos quando ficamos na praia. Quem deseja ficar nessa praia pode ficar no Carmel (está nos meus planos!), mas o Beach Park também tem hotel.

Natural Leve: restaurante de comida leve e saladas que eu adoro.

Selecto Ice: de picolés, mas prefiro dizer que são frutas no palito!

Coco Bambu Frutos do Mar: como disse, meu restaurante favorito.

Sucré Patisserie:  São os doces mais famosos e gostosos da cidade. Eu amei a pipoca de chocolate e o brigadeiro de “créme brulée”.

Casa de Moá: o café e restaurante que vale conhecer.

Barney’s:  hamburger e lanches deliciosos.

Guarderia Brasil: barraca badalada na Praia do Futuro.

O que não apareceu no vídeo mas eu fui nessa viagem e adorei:

Barraca Terra do Sol: Para almoçar na Praia do Futuro. Ótima casquinha de siri, boa comida em geral.

Empório Dayse Mota: Sorveteria maravilhosa, que eu acabei de ficar sabendo que tem sobremesas como Cartola (melhor coisa da vida).

Os lugares que eu adoro, mas não fui nessa viagem:

Órbita Bar, Pizzaria Buoni Amici’s (dizem ser a melhor pizza do Brasil), Barraca do Pipoca na Praia do Futuro (é bem simples, mas já comi boas casquinhas lá), tapioca da Livraria da Cultura e o café do Dragão do Mar.

Como já falei no vídeo e no instagram, amo a cidade, mas acho fundamental passar uns dois dias na praia do Porto das Dunas. Sempre indico Jericoacoara para quem vai com tempo. Na minha próxima viagem para o CE devo ir ao Cumbuco e, se tudo correr bem, também vou visitar as naturezas de Guaramirangua. Verdade seja dita, o estado é muito rico de lugares para conhecer, sem falar no povo que recebe como poucos no mundo.

Na próxima o “vlog” vai ficar muito melhor, já vi um monte de coisa para melhorar! :)

Beijos

9
jul
2014

Por que tão encantadora, Nova York?

Estados Unidos, Fhits, NYC, NYFW com Fhits, Publieditorial, Viagem

Como já falamos aqui anteriormente, Nova York está no top 5 das nossas cidades preferidas do mundo. Pode até parecer clichê, mas essa é uma cidade que tem algo que nos encanta, nos inspira, nos energiza e nos deixa com vontade de voltar sempre!

2993cb71880c1efbb4a37f4290b5864f

Por causa disso, achamos que valia a pena mudar o esquema do nosso “por que tão” – que sempre vem com uma celebridade – e enumerar alguns motivos que fazem com que a cidade que mexe com nossos corações desde a primeira vez que pisamos lá seja tão especial!

1 – A cena cultural está em toda parte!

nyc1Met, MoMA, Guggenheim, Museu de História Natural são os museus mais famosos de NY e pelo menos um deles tem que ser parada obrigatória para quem gosta de arte. Mas quem quiser respirar cultura de todas as formas, pode passear pela cidade em busca de grafittis (NY é uma das melhores cidades para apreciar as melhores artes de rua), ou parar para assistir algum musical da Broadway, alguma peça alternativa ou, quem sabe, um show de jazz?

2 – É o paraíso para as viciadas em filmes e séries

00624d1ea0589927883fdd749ddaa009Nem precisa pensar muito para enumerar diversos filmes e seriados queridos que usam Nova York como cenário. E muitos lugares que aparecem na TV realmente existem na vida real! Existem vários passeios que te levam para ver o prédio do pessoal de Friends, o café onde Meg Ryan esperava Tom Hanks em Mensagem para Você, a fachada do apê de Carrie Bradshaw, passar em frente à vitrine da Tiffany onde Holly Golightly tomou seu café da manhã,  o restaurante onde a turma de Seinfeld se reunia, o pub que inspirou o McLaren’s de How I Met Your Mother, etc…Ou então dá para procurar na internet os endereços e incluir nos passeios! :)

3 – E como não falar das compras?

6ea4818f16c9e936525d7a8119437857Como não falar em compras quando se está em NY? A cidade não só tem a maior concentração de lojas de departamento maravilhosas (entrar para apreciar, um dos nossos passatempos favoritos! rs), como também existe a possibilidade de você se deparar com uma lojinha super charmosa e cheia de achados incríveis.

4 – É uma cidade que dá para ir com as amigas

ircomamigasE se divertir muito!

5 – Mas também tem espaço para romantismo

viverumromanceOu vocês acham que a cidade é palco de tantos filmes de comédia romântica à toa??

6 – O Manhattanhenge

manhattanhengeJá procuraram essa palavra estranha aí de cima no Google? Pois procurem, se impressionem e fiquem morrendo de vontade de agendar a viagem para que você esteja na cidade na mesma época! O fenômeno em que o sol fica completamente alinhado com as ruas acontece apenas duas vezes ao ano e em poucos lugares (ou seja, se você já se deparou com essa cena por puro acaso, vale pensar em jogar na loteria!).

Em 2014 já aconteceu um Manhattanhenge no dia 29 de Maio, mas o segundo é em breve: 12 de Julho! Tem mais infos sobre o fenômeno nesse link!

7 – Ou então, quem sabe você dá a sorte de pegar um quarto de hotel com uma vista incrível?

Essa foi a vista do quarto do Ace Hotel, que a Ca ficou em fevereiro. Ela me disse que quase caiu para trás quando abriu a janela!

8 – Dá para ser mais fashionista

dapraserfashionistaTem medo de ousar aqui no Brasil porque é só botar um chapéu na cabeça para todo mundo te olhar na rua? Pois NY é o lugar certo para isso! Aproveite que ninguém te conhece, se inspire em Blair Waldorf, Serena Van der Woodsen, Carrie Bradshaw e saia da sua zona de conforto!

9- As barraquinhas de cachorro quente

barracadecachorroquenteNY tem incontáveis restaurantes maravilhosos, mas vale a pena tirar um dia para um cachorro quente de barraquinha. Não temos noção do que eles fazem, só sabemos que é uma afronta ir para a cidade e não comer unzinho. A gente chega a sentir o cheiro ao olhar esse gif! rs

10 – Como não amar uma cidade com tantas músicas boas que fazem referência à ela?

empire-state-of-mind-jpgQuando pensamos em músicas sobre Nova York, impossível não começar a cantarolar “Start spreading the news….” ou ouvir o pianinho que introduz Empire State of Mind, do Jay Z com Alicia Keys. Quem quiser conhecer mais músicas sobre NY, pode ver esse site que listou 100 delas!

Depois dessas 10 razões, a gente pergunta (ou melhor, a Serena pergunta):

8a21e93d26eac850ead088d6536e7925

Achamos que ficou claro o nosso amor por essa cidade tão cosmopolita, né? Londres tem uma mistura de culturas, Paris tem uma história na arte e na arquitetura que não tem igual, mas algo em NYC a torna muito especial, única.

E uma das coisas mais interessantes sobre Nova York é que não importa quantas vezes você vai, qual o tipo de viagem (entre amigas, romântica ou em família), ela sempre vai te apresentar algo novo, um programa inusitado que só vai acontecer ali, daquela vez. Por mais que nós sejamos as maiores entusiastas de Paris, não dá para negar que, nesse quesito, nenhum lugar do mundo supera a Big Apple.

E é nesse clima que a gente resolveu contar que o futi vai para NYFW de novo! A Ca foi no começo do ano e me fez morrer de vontade! Como minha última fashion week internacional foi para Londres, resolvi variar dessa vez!

Nós vamos junto com Fhits e a OT Fashion e, dessa vez, leitoras de vários blogs vão poder nos acompanhar. Vocês lembram que contamos sobre as viagens nesse post?  Agora viemos dar detalhes e contar para as nossas leitoras mais um pouco sobre o destino do futi!

pacote terá 6 noites na cidade durante a NYFW (dos dias 4 a 10 de setembro), com direito à passagem (saindo de SP), hospedagem e translado para o aeroporto. Todos os dias terão encontros com bloggers do Fhits, as blogueiras vão variar de acordo com o programa e a agenda.

Dá para saber mais detalhes no site deles! :)Nova York - Mercedes Benz Fashion Week - OT Tours

A agenda inclui alguns dos lugares que a gente adora na cidade, olhem só: No dia 3 de setembro é dia de embarcar de SP para NYC!

No dia 4 de setembro a galera fará o check in no hotel e rolará um encontro de boas vindas para uns drinks com as bloggers que estiverem na cidade.

No dia 5 de setembro haverá um passeio ao “Fashion District”, um encontro para bate papo e um café após um dos desfiles do dia.

No dia 6 de setembro vai rolar outra programação: um passeio ao Central Park e depois uma andada pela Madison Ave. Vai rolar um encontro pós desfile e ainda vai rolar uma sessão de fotos opcional, como as que fazemos para clicar os looks com algum fotógrafo bem legal.

No dia 07 de setembro vai ter um brunch também opcional na Bergdorf (loja de departamento que ilustrou o post lá em cima) + um passeio pela tão comentada 5th Avenue (impossível esquecer o primeiro passeio por lá).

No dia 08 de setembro uma programação que adoramos! Um passeio pela seleção de melhores multimarcas no Soho (fiquei beeem curiosa com essa!). Também rolará uma visita a algumas “concept stores” com bloggers da rede.

No dia 09 de setembro teremos um bate papo sobre os movimentos e tendências de moda, um review geral da semana de moda e do que observamos nas passarelas. Também contaremos com um almoço de despedida chuif ;(.

O dia 10 de setembro será o dia do check out, mais conhecido como dia da tristeza, e dizer adeus à brincadeira e voltar para o Brasil.

O mais legal dessa ideia é que vai rolar muita programação exclusiva e ao mesmo tempo vai dar tempo de passear pela cidade de uma forma mais livre, será só uma questão de organizar bem os horários.

Vai ser uma viagem à NYC com uma pegada bem diferente, perfeita para as entusiastas da moda, da cidade e dos blogs. E claro, outras bloggers serão mais que bem vindas à viver essa experiência com a galera que vai embarcar rumo às viagens de semana de moda. 

Estamos muito curiosas e animadas pra ver como vai ser a participação do futi nessa experiência! #muitaansiedade

Quem estiver curiosa com todas as saídas, das 4 cidades e dos 6 pacotes disponíveis, pode passear por esse link.

publipost

 

Página 6 de 58« Primeira...45678...203040...Última »